quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Sem expectativas


Quase todo ano eu fiz expectativas e planos de ação para o próximo ano, mas acabei nunca conseguindo concretizar nada. A imagem de um novo ano "perfeito" ficava na minha mente como um sonho, e chegando dia 2 de janeiro eu acordava e me concentrava em outras coisas, sendo que 1 dia atrás eu tinha apagado todas essas coisas e decidido o que ia ser prioridade nesse ano que chega. Acho que existem perguntas a serem pensadas após um final de ano, como...o que você gostaria de sentir no próximo ano? o que seu coração anseia? Digo isso porque acredito que nosso coração é a fonte, e não nossa mente. Nosso cérebro é o computador, mas a energia que o move vem do coração. O cérebro é bom pra raciocinar, pensar, organizar...etc...mas sem um corpo ele não é nada! não há energia fluindo através dele, e essa energia somos nós, é nossa essência! energia pela qual inexplicavelmente brota do coração...

Estamos sempre envoltos em nossos pensamentos e planos para o futuro, e cada vez mais aumentamos a velocidade, para comer, ler, conversar, andar, viver. Mas isso é viver bem? Enchemos nossa cabeça com informações e não há nem tempo para pensar em cada uma delas, tudo nessa nossa sociedade é tão neurótico! não vejo sentido nessa pressa.

Acho que a cura para esses "padrões" cultivados há anos é o silêncio...a pausa...não é nada fácil silenciar a mente, pois ela que está no comando, nosso coração ficou pra segundo plano, escondido em meio a tanta besteira. Vivemos uma vida inteira e não sabemos o que realmente queremos e quem realmente somos, uma vida inteira dominada pela mente, e desconectados de nossa essência. São poucos os momentos em que sentimos a benção que é viver e não sobreviver, mas viver o momento presente, pois cada vez que nos transportamos para nossos pensamentos, acabamos de perder a pura beleza do momento presente, a pura observação ou ação sem julgamentos, a beleza sutil e escondida por traz de coisas simples, como o vôo de uma borboleta, o primeiro e último vôo dela...sentar-se embaixo de uma árvore...se envolver com o sorriso puro e verdadeiro de uma criança. A beleza está escondida, por isso abra os olhos, mas veja com o coração, silenciosamente, experiencie o momento presente...isso é viver!

Abraço, a quem anda comigo...

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

sábado, 13 de novembro de 2010

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Vibe...


Amber

Brainstorm, take me away from the norm
I got to tell you something
This phenomenon, I had to put it in a song
And it goes like
Chorus:
Whoa, amber is the color of your energy
Whoa, shades of gold displayed naturally
You ought to know what brings me here
You glide through my head blind to fear
And I know why
(Chorus 2x)
You live too far away
Your voice rings like a bell anyway
Don't give up your independence
Unless it feels so right
Nothing good comes easily
Sometimes you gotta fight
(Chorus)
Launched a thousand ships in my heart
So easy, still it's fine from afar
And you know that
Whoa, brainstorm take me away from the norm
Whoa, I got to tell you something


Amber (Tradução)

Tempestade cerebral, me leve para longe do normal
Eu tenho que te contar uma coisa
Esse fenômeno, eu tive que colocar em uma canção
E ela vai como

(Refrão)
Whoa, âmbar é a cor da sua energia
Whoa, sombras de ouro que aparecem naturalmente

Você deve saber o que me trás aqui
Você desliza pela minha cabeça cego ao medo
E eu sei porque

(Refrão 2x)

Você vive muito longe
Sua voz soa como um sino, mesmo assim
Não desista de sua independência
A menos que isso pareça certo demais
Nada de bom vem facilmente
Algumas vezes você tem que lutar

(Refrão)

Lançaram-se mil barcos em meu coração
Tão fácil, ainda é ótimo de longe
E você sabe que
Whoa, tempestade cerebral me leve para longe da normal
Whoa, eu tenho que te contar uma coisa

quinta-feira, 4 de novembro de 2010


Society

Oh, it's a mystery to me
We have a greed with which we have agreed
And you think you have to want more than you need
Until you have it all you won't be free

Society, you're a crazy breed
Hope you're not lonely without me...

When you want more than you have
You think you need...
And when you think more than you want
Your thoughts begin to bleed
I think I need to find a bigger place
Because when you have more than you think
You need more space

Society, you're a crazy breed
Hope you're not lonely without me...
Society, crazy indeed
Hope you're not lonely without me...

There's those thinking, more-or-less, less is more
But if less is more, how you keeping score?
Means for every point you make, your level drops
Kinda like you're starting from the top
You can't do that...

Society, you're a crazy breed
Hope you're not lonely without me...
Society, crazy indeed
Hope you're not lonely without me...

Society, have mercy on me
Hope you're not angry if I disagree...
Society, crazy indeed
Hope you're not lonely without me...

Sociedade

É um mistério para mim
Nós temos uma ambição que concordamos.
E você pensa que você tem que querer mais do que precisa.
Até você ter tudo, você não estará livre.

Sociedade, sua raça louca.
Espero que não esteja solitária sem mim.

Quando você quer mais do que tem
Você pensa que precisa.
E quando você pensa mais do que você quer
Seus pensamentos começam a sangrar.
Acho que preciso encontrar um lugar maior
Pois quando você tem mais do que imagina,
Você precisa de mais espaço.

Sociedade, sua raça louca.
Espero que não esteja solitária sem mim.
Sociedade, realmente louca
Espero que não esteja solitária sem mim.

Tem aqueles achando, mais ou menos, que menos é mais
Mas se menos é mais, como você mantém um placar?
Quer dizer que pra cada ponto que faz, seu nível cai
É como começar do topo
Você não pode fazer isso.

Sociedade, sua raça louca.
Espero que não esteja solitária sem mim.
Sociedade, realmente louca
Espero que não esteja solitária sem mim.

Sociedade, tenha piedade de mim
Espero que não fique brava se eu discordar
Sociedade, realmente louca
Espero que não esteja solitária sem mim

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Vá em paz

domingo, 31 de outubro de 2010

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Eu maior

Esse é o nome de um documentário brasileiro que está sendo produzido. São várias pessoas de diversas áreas com suas experiências de vida falando sobre um tema... auto-conhecimento e busca da felicidade. Tem um blog do filme onde tem alguns trechos de várias entrevistas com essas pessoas, vale muito a pena ver galera, vai ser irado esse filme!

Aí vai um trecho da entrevista com o surfista profissional Carlos Burle.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Coletânea Stick Figure


Aí vai uma coletânea da banda Stick Figure, os caras são da Califórnia e como ja é de se esperar fazem uma sonzeira alucinante. Eles misturam reggae com uma pegada dub...tesão o som!

Imagens Surf

Vai aí algumas imagens garimpadas na net pra satisfazer um pouco a alma.







quinta-feira, 5 de agosto de 2010

A verdadeira liberdade emerge do nosso interior

Existem muitos tipos de liberdade - a social, a política, a econômica -, mas elas são apenas superficiais.

A verdadeira liberdade tem uma dimensão totalmente diferente. Ela não diz respeito ao mundo exterior, nada disso; ela emerge da nossa interioridade.

Trata-se da liberdade com relação ao condicionamento, a todos os tipos de condicionamento, às ideologias religiosas, às filosofias políticas.

Todos eles têm sido impostos por outras pessoas sobre você, têm agrilhoado você, acorrentado você, aprisionado você, têm feito de você espiritualmente um escravo.

A meditação nada mais é do que destruir todos esses grilhões, condicionamentos, a destruição de todas as prisões, de modo que você possa ficar novamente sob o céu, sob as estrelas, ao ar livre, disponível para a existência.


Osho, em "Liberdade: a Coragem de Ser Você Mesmo"

OBS: Postagem retirada do site: www.palavrasdeosho.com

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Jets Overhead

Fiquei um pouco sumido, mas voltei com uma sonzeira que escutei na trilha sonora do "The Drifter" do Rob Machado. Estão entre as influências da banda Pink Floyd, Mamas and the Papas, Radiohead, etc...parece um rock progressivo tranquilo. Ta aí pra vocês conferirem...

Jets Overhead - No Nations (2009)

01. I Should Be Born
02. Heading For Nowhere
03. Weathervanes (In The Way)
04. No Nations
05. Sure Sign
06. Time Will Remember
07. Fully Shed
08. Always A First Time
09. It’s A Funny Thing
10. Tired Of The Comfort

Download

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Dreamland


Dreamland

There's a land that I have heard about
So far across the sea
There's a land that I have heard about
So far across the sea
To have you all, my dreamland
Would be like heaven to me
To have you all, my dreamland
Would be like heaven to me
We'll get our breakfast from the tree
We'll get our honey from the bees
We'll take a ride on the waterfalls
And all the glories, we'll have them all
And we'll live together on that dreamland
And have so much fun
And we'll live together on that dreamland
And have so much fun
Oh, what a time that will be
Oh yes, we'll wait, wait, wait and see
We'll count the stars up in the sky
AND SURELY WE'LL NEVER DIE
AND SURELY WE'LL NEVER DIE

Dreamland (Tradução)

Há uma ilha de que eu ouvi falar
Muito além do oceano
Há uma ilha de que eu ouvi falar
Muito além do oceano
Para te ter inteira, minha ilha dos sonhos
Seria como o paraíso para mim
Para te ter inteira, minha ilha dos sonhos
Seria como o paraíso para mim
Nós iremos colher nosso café da manhã nas árvores
Nós vamos pegar mel das abelhas
Nós daremos um passeio nas cachoeiras
E todas as glórias, nós teremos todas elas
E nós viveremos juntos na ilha dos sonhos
E nos divertiremos muito
E nós viveremos juntos na ilha dos sonhos
E nos divertiremos muito
Oh, que tempos bons iam ser
Oh sim, nós esperaremos, esperaremos, esperaremos e veremos
Nós contaremos as estrelas do céu
E certamente nunca iremos morrer
E certamente nunca iremos morrer

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Quero morrer


Quero morrer para vaidade, que insiste em me dizer que sou mais bonito que uns, que sou mais inteligente, que tenho mais conhecimento que outros e que pelo que tenho, sou melhor...

Quero morrer para minha falta de compromisso com o que creio e prego e deixar de ser hipócrita...

Quero morrer também para a minha mesquinhez, que pede misericórdia e perdão para os meus erros, mas justiça e castigo para os outros...

Quero morrer para qualquer tipo de negatividade existente em minha mente, nas palavras, nos atos...

Quero morrer, para nascer um novo homem!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...