quinta-feira, 31 de março de 2011

segunda-feira, 21 de março de 2011

Vibe positiva

terça-feira, 15 de março de 2011

Sound

- Que tipo de som você curte?
- Aqueles que tocam a alma e me fazem dançar...

quarta-feira, 9 de março de 2011

Por que se aventurar?


Pode parecer que são coisas de loucos, que é preciso muita coragem pra ter certas experiências, mas na verdade o que é preciso é simplesmente se cansar! se cansar de experiências quase iguais, de assuntos quase iguais, de pessoas quase iguais...tudo isso cansa, perde o sentido. O conhecido passa o tempo, diverte, mas é tão passageiro, na manhã seguinte novamente vem a sede, e não é saciada porque se teve uma gota...mas no fundo sabemos que existe um oceano, mas não temos coragem para buscá-lo. Se aventurar é preciso para se esquecer, se transformar, lidar com situações novas, se adaptar, crescer. Compreendemos que a visão que temos de nós mesmos é sólida e muito limitada, vemos o quão fácil se conformamos com coisas que não nos dão tesão em viver...se aventurar causa transformação, no começo assusta pois perdemos a referência de quem somos, a figura a que sempre demos crédito, causa confusão, mas passa e nos faz entender que não somos seres sólidos, não é possível dizer que o que fui ontem continuarei sendo hoje...isso é se fechar para o novo e desconhecido que está por vir, é se fechar para vida que só está no momento presente. Somos um ser em movimento, constantemente se modificando, aprendendo e desaprendendo, há infinitas possibilidades a nosso dispor. Não podemos nos contentar com um feixe de luz de nós mesmos que foi descoberto, devemos nos iluminar inteiros!
Vou usar uma frase que Bob Marley disse: "Para que levar a vida tão a sério, se a vida é uma alucinante aventura da qual jamais sairemos vivos" a vida é tão curta, tão rápida...e perdemos tempo dela nos preocupando demais, planejando demais, traçando metas, para chegar a onde? não existe um lugar para se chegar, a felicidade está aqui e nublamos nossa visão achando que é algo a ser conquistado, deixamos para ser felizes no futuro depois que tivermos nossos desejos saciados, mas eles mudam e a felicidade fica cada vez mais distante. Apague a visão que tem de si mesmo, apague a visão que tem sobre o amor, sobre a felicidade...tudo está muito incompreendido, todas essas visões foram impostas de fora para dentro, nosso ser interior está no meio de uma mata fechada que nós mesmo aceitamos e cultivamos. O amor a que acreditamos é apego, é possessivo, é biológico, existe um amor que poucos conheceram e sentiram, existe um amor que transcende, um amor que Buda sentiu, que Jesus sentiu, e não conseguiu fazer-nos entendê-lo, existe uma felicidade divina, que não entendemos.
Sua vida não tem um roteiro...você é o diretor e o ator principal , a câmera está na sua mão agora! Você é o protagonista e pode transformar essa história no que quiser...

Vá em busca do desconhecido pois nele está a vida, não desperdice uma vida fazendo tudo igual seguindo roteiros de outros, viva sem seguir roteiros! tudo muda a todo instante como ter um roteiro? Vá em busca de si mesmo no seu interior, não na opinião dos outros e em nada externo, somente você sabe a verdade, está intocada, está em sua essência, está em um baú enterrado no meio da floresta criada por você.

feche os olhos e busque!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...